Cano deve terminar ano no top 10 dos maiores artilheiros estrangeiros do Fluminense
Futebol

Cano deve terminar ano no top 10 dos maiores artilheiros estrangeiros do Fluminense

Germán Cano tem sido uma das principais contratações do Fluminense para a temporada. O argentino roubou a titularidade de Fred, foi fundamental na conquista do título carioca e deve terminar 2022 no Top 10 da lista de maiores artilheiros estrangeiros do Tricolor.

Confira este e outros vídeos em Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Levantamento feito pelo site “Net Flu” aponta que faltam sete gols para Cano ingressar no Top 10. Ele tem 11 gols anotados pelo Tricolor. Se chegar a 18 gols deixará para trás o décimo colocado: o colombiano Yony González, autor de 17 gols, que defendeu o Tricolor em 2019.

Ele ainda pode roubar a nona colocação do sérvio Petkovic. Hoje comentarista esportivo, o ex-meia fez 18 gols pelo Tricolor entre 2005 e 2006. Já a oitava posição demanda mais tempo. Ela pertence a Buchan, inglês que defendeu o Tricolor entre 1905 e 1909 e marcou 25 gols.

O maior artilheiro da história do Fluminense e que não nasceu no Brasil é o inglês Henry Welfare, autor de 167 gols entre 1913 e 1924. O argentino Adolpho Milman, conhecido como Russo, vem em seguida com 156 gols, anotados entre 1933 e 1944. A terceira posição é do artilheiro argentino Doval, que fez 71 gols entre 1976 e 1978. Romerito vem em quarto. Herói do título brasileiro de 1984, o paraguaio fez 59 gols entre 1984 e 1989.

Quem fecha o Top 5 é um conhecido recente da torcida. Darío Conca marcou 56 gols em suas duas passagens pelo clube. Ele defendeu o Tricolor entre 2008 e 2011. O argentino regressou em 2014, permanecendo até 2015. O peruano Villalobos vem em sexto lugar com 38 gols entre 1951 e 1954. Defendendo o Tricolor entre 1940 e 1941, o argentino Luis Rongo fez 35 gols e aparece na sétima posição.

Deixe seu comentário